domingo, 28 de março de 2010

Oscar 1977 - Rocky, um Lutador


Muito antes do Senhor Miyagi dar aulinhas particulares de caratê para o Daniel San, John G. Avildsen levou às telas a saga de Rocky Balboa, longa metragem escrito e protagonizado pelo "garanhão italiano" Sylvester Stallone.

Falar sobre Rocky, Um Lutador é chover no molhado, já que o filme era reprisado uma vez a cada seis meses na Sessão da Tarde. Conta a história de Rocky Balboa, leão de chácara de um agiota, que vê sua vida mudar quando tem a oportunidade de disputar o campeonato mundial de peso pesado contra o então atual campeão Apollo Creed, que traz no currículo 44 vitórias - todas por nocaute!

Contando com a ajuda valiosa de Mickey Goldmill, um ex-lutador que vira seu treinador, do melhor amigo Paulie, que o deixa treinar socando as "peças" do seu frigorífico, e da namorada Adrian, Rocky parte em busca do seu sonho: aguentar os 15 rounds no ringue.

Destaque para as cenas antológicas de Balboa treinando nas escadarias do Museu de Artes da Filadélfia ao som da canção Gonna Fly Now, também nomeada ao Oscar.

PERFIL: Sylvester Stallone

Nascido em Nova Iorque,  filho de um cabeleireiro, "Gardenzio" Sylvester Stallone se tornou muito conhecido a partir da década de 70; época em que levou aos cinemas os personagens Rocky Balboa e John Rambo. O nascimento de Stallone foi complicado, os médicos tiveram que usar dois pares de fórceps, e isso acabou cortando um nervo; resultando então em uma paralisia em parte do rosto do ator - coisa que podemos perceber pela sua expressão facial.

Rocky e Rambo são seus maiores sucessos, porém, o ator não começou sua carreira com esses filmes. Seu primeiro trabalho foi em um pôrno - que segundo o ator, só aceitou fazer porque estava passando por muitas dificuldades financeiras - intitulado The Party at Kitty and Stud's - ou O Garanhão Italiano. Depois desse, fez pequenas participações na Tv e em filmes, como por exemplo No Place To Hide. Além desses, tem em sua filmografia: Cobra, Over the Top, Tango e Cash, Daylight, D-Tox entre outros.

Depois de - novamente - voltar a fazer apenas pequenas participações em séries e filmes, Stallone voltou a mídia após lançar uma outra continuação de seu maior sucesso. Foi após o filme Rocky Balboa de 2006, que o ator teve oportunidade de fazer "Rambo IV", também continuação de um de seus filmes. Com essas continuações Stallone resnaceu das cinzas.

Esse ano o ator ainda lança seu novo trabalho, "Os Mercenários", onde assina o roteiro e a direção - como na maioria de seus filmes. Em Os Mercenários, ele reúne uma trupe de grandes astros de filmes de ação. Só para vocês terem uma ideia, estão no elenco: Jet Li, Jason Statham, Dolph Lundgren,Terry Crews, Steve Austin, Bruce Willis e seu maior "rival" Arnold Schwarzenegger. Para esse filme, Sylvester Stallone veio até o Brasil para filmar alguns cenas, e ainda acrescentou ao elenco a atriz brasileira Gisele Itié.

CURIOSIDADES: Você sabia que...

... Stallone levou só três dias escrevendo o roteiro do filme, após ver um desconhecido aguentar 15 rounds no ringue contra Muhammad Ali? E que foi sua condição principal só deixar filmar a história se ele fosse o protagonista?

...que o filme de sexo explícito estrelado por Stallone em início de carreira foi rebatizado de O Garanhão Italiano após o sucesso de Rocky, Um Lutador?

... que na Filadélfia tem uma estátaua de Rocky Balboa perto do museu que aparece no filme?

INDICAÇÕES:
  • Melhor Filme
  • Melhor Diretor
  • Melhor Edição
  • Melhor Ator - Sylvester Stallone
  • Melhor Atriz - Talia Shire
  • Melhor Ator Coadjuvante - Burt Young e Burgess Meredith
  • Melhor Roteiro Original
  • Melhor Canção Original - Gonna Fly Now
  • Melhor Som
Marcelo Antunes e Thiago Paulo

5 comentários:

Marcelo A. disse...

É, o texto aí ficou bonzinho... hehehehe!

Até que a gente forma uma bela dupla, né, não?

Uahahhahaaaa!!!!

=)

Jenson J, disse...

uma das vitórias mais inaceitaveis em 82 anos!

Hugo disse...

A vitória do filme "Rocky" dizem que tem muita ligação com o fato do povo americano estar com o orgulho ferido. O país vinha da derrota na Guerra do Vietnã e do escândalo de Watergate que derrubou o presidente Nixon.
A questão política de dar a vitória a uma história de superação, mostrando que o americano é um povo que "vence" foi o ponto principal nesta história.

Da lista de concorrentes, o suspense "Maratona da Morte" é uma história envolvente com boas interpretações de Hoffman e Laurence Olivier.

Já "Rede de Intrigas" eu considero um filmaço, além da história, a atuação de Peter Finch é sensacional.

Abraço

thicarvalho disse...

Grande filme sem dúvidas... O trabalho feiro por Sylvester é realmente ótimo, não só no primeiro longa, como em toda a franquia. Parabéns pelo blog e pela iniciativa de relembrar os grandes clássicos.

Visitem:
www.cinemaniac2008.blogspot.com

Rafael Sette Câmara disse...

Todos os Homens do Presidente e Taxi Driver são realmente filmes melhores. Mas gosto do Rocky. É claro que foi uma vitória política de um filme político. É só lembramos do resto da franquia, do Rocky 4, com Moscou inteira torcendo pelo lutador americano.

Não conheço alguns desses filmes do Oscar de 1977. Vou baixar pra conferir

diHITT - Notícias