sexta-feira, 19 de março de 2010

Oscar 1977 - Taxi Driver


Taxi Driver é definitivamente um dos maiores clássicos do cinema mundial. Aclamado pelos cinéfilos, elogiados pelos críticos, essa obra de Martin Scorcese não apenas significou bastante na carreira de todos os envolvidos como também trouxe para o cinema uma excelente exemplo de realismo gritante.

Taxi Driver – como o próprio título sugere – relata a vida de um homem enquanto motorista de táxi. Travis, por sofrer de insônia, acaba arrumando um emprego como taxista no meio-oeste americano, lugar onde se sente socialmente rejeitado. Durante a madrugada, ele vê de tudo, desde os eventos mais sórdidos até os sentimentos mais inusistados. E é exatamente esse que surge entre ele e Íris, uma prostituta de 12 anos que um dia entra em seu táxi para se perder à noite.

A violência exibida no filme é tão crua que tudo nele foi verificado minunciosamente a fim de que nada escapasse aos olhos dos mais preocupados: mudanças nas cores foram realizadas com fim de que a classificação pudesse ser mais branda; alguns personagens foram sutilmente modificados – assim o efeito racista seria menor – ; Jodie Foster, à época com apenas 14 anos, passou por exames psicológicos para que houvesse garantia de que não seria afetada pela sua atuação no filme.

A Academia não resistiu à intensidade do filme e indicou-lhe a 4 estatuetas, sendo que o filme também concorreu na categoria principal. Ainda que houvesse sido magnificamente elogiado, o filme saiu da cerimônia sem nenhum prêmio. Vale também ressaltar que, por essa obra, Scorcese nem ao menos foi nomeado - o que, talvez, signifique uma grande injustiça com ele.

PERFIL: Jodie Foster

Nascida Alicia Christian Foster, Jodie tem uma carreira bastante extensa. Hoje com 48 anos, a atriz iniciou sua carreira artística bastante jovem, trabalhando em comerciais de TV e em certos filmes de destaque, mesmo que as suas personagens não tivessem momentos realmente atrativos nesse filmes. Seu grande momento de destaque veio aos 14 anos da idade, quando estreou em Taxi Driver e a partir de então obteve grande destaque no mundo cinematográfico.

Mesmo atuando constantemente, Jodie nunca deixou os estudos de lado e graduou-se na universidade. Mesmo depois de formada em Literatura, Jodie continou o seu trabalho como atriz – esteve em filmes como Acusados, Nell, O silêncio dos Inocentes, que lhe renderam indicações ao Oscar. Sua carreira, de um modo geral, garantiu a ela um patamar bastante elavado, tanto é que foi a primeira atriz a ganhar dois Oscar antes dos 30 anos de idade!

Como fala francês fluentemente, ela mesma dubla suas personagens quando os filmes vão para a França. Devido a sua capacidade como atriz, os seus chachês são milionários, chegando a marca de U$ 15 milhões para atuar no filme Anna e o Rei. Sobre sua vida pessoal, ela é bastante breve: fala pouco, não revela assuntos que podem ser distorcidos – como o relacionamento que mantém com Cydney Bernard há 17 anos - , não fala sobre a paternidade dos seus filhos e garante que se considera afortunada, porque as pessoas lhe respeitam o direito da privacidade.

Nomeada quatro vezes ao Ocar, Jodie Foster é uma atriz de primeira escala, bastante cultuada pelos cinéfilos e também pela crítica americana. Não restam dúvidas de que, se continuar assim, sua carreira tende – pelo menos – a lhe assegurar um lugar especial na memória dos apreciadores de bons filmes.

CURIOSIDADES: Você sabia que...

- Brian de Palma chegou a ser cotado para dirigir esse filme?

- Robert De Niro trabalhou como taxista a fim de ficar integrado em relação a esse trabalho?

- Depois de verem uma obra de Scorcese na qual De Niro fora protagonista, os produtores requiseram que o ator integrasse o elenco, cabendo a ele o papel principal?

- Bernard Herrmann, compositor da trilha sonora do filme, morreu poucas horas depois de concluí-la?

INDICAÇÕES:

  • Melhor Filme
  • Melhor Ator – Robert De Niro
  • Melhor Atriz Coadjuvante – Jodie Foster
  • Melhor Trilha Sonora
Por: Luís Adriano

2 comentários:

Marcelo A. disse...

Uma obra prima, sem dúvida, vista por muitos como mais uma das grandes injustiças com o Scorsese...

Nespoli disse...

Are you talking with me? rs... Adoro esse filme, MESMO...

diHITT - Notícias