domingo, 14 de fevereiro de 2010

Oscar 1999 - Um Amor Verdadeiro / Temporada de Caça


Um Amor Verdadeiro é um filme estadunidense baseado em uma obra literária homônima - One True Thing - escrita por Anna Quindlen, que retratou o relacionamento que teve com sua mãe, que adoeceu e morreu aos 40 anos. O filme dirigido por Carl Franklin é exatamente o tipo de drama feito para encantar os votantes da Academia e obrigá-los, pelo menos, a indicar o filme a alguma categoria de atuação e foi exatamente isso o que aconteceu. A adaptação do livro para as telas ficou por conta de Karen Croner, responsável somente pelo roteiro desse filme.

O filme é narrado a partir dos relatos de Ellen Gulden após a morte de sua mãe, que há muito tempo estava doente. Como Kate Gulden morreu por excesso de morfina, Ellen teme ser responsabilizada e dá o seu relato de como as coisas aconteceram desde o momento em que ela descobriu que a mãe estava doente até a morte dela. Jornalista empenhada e distante da mãe, Ellen precisou voltar para casa quando o pai pediu que ela ajudasse a mãe, que demonstrava sintomas acentuados do câncer. Como não tinha muita afeição pela mãe, Ellen viu dificuldades em abrir mão da ascendente vida como jornalista para ficar em casa. Aos poucos, porém, foi descobrindo que havia bastante em comum entre ela e sua mãe, que pôde aproveitar os últimos momentos de vida para ensinar a filha grandes lições.

Pode não haver nada realmente grandioso em Um Amor Verdadeiro. Meryl Streep recebeu sua indicação por um papel óbvio, programado para fazer os espectadores mais sensíveis chorarem rios de lágrimas - mesmo que não haja nenhuma cena com carga emocional super-explícita, como costuma acontecer nos filmes dramáticos. O grande acontecimento a respeito desse filme é que ele fez com que Meryl Streep recebesse a sua 11ª primeira indicação ao Oscar, tornando-se então a segunda atriz com maior número de indicações, já que a primeira, Katherine Hepburn, tinha recebido 12 nomeações. Vale ressaltar que já na cerimônia seguinte, ela igualaria o recorde com Hepburn e em 2003 seria a única detentora do recorde de "atriz com o maior número de indicações".

INDICAÇÃO:
  • Melhor Atriz - Meryl Streep
-------------------------------------------------------------------------------------------------

Baseado no romance de Russell Banks, "Temporada de Caça" (Affliction) conta a história de Wade Whitehouse, xerife de uma pequena cidade americana, que investiga o assassinato de um homem durante o primeiro dia da temporada de caça.

Nick Nolte, cujo desempenho valeu uma indicação ao prêmio de Melhor Ator, vive o policial que, entre uma terrível dor de dente e desentendimentos com a ex-esposa, ajuda um amigo que atirou acidentalmente num ricaço, enquanto caçavam cervos. Farejando algo estranho no ar, ele decide ir fundo na história.

Wade, no entanto, é obrigado a encarar seus próprios fantasmas durante a investigação. Seu relacionamento com a ex-mulher e a filha é conturbado. Durante a maior parte do tempo, o xerife bebe, fuma e relembra a infância terrível ao lado do pai, Glen, vivido por James Coburn. A única pessoa que lhe traz um pouco de paz é a namorada Margie, papel de Sissy Spacek. No meio de uma crise pessoal, Wadet orna-se obcecado em resolver o caso e ser aclamado como herói.

Para os que curtem esse gênero de filme, Temporada de Caça é uma boa indicação. O ponto alto, sem dúvida, são as interpretações de Nolte e Coburn, naqueles que são grandes trabalhos de suas respectivas carreiras - Nolte perdeu a "parada" para Roberto Begnini, enquanto o veterano ator levou a estatueta, nesse que foi um dos seus últimos trabalhos.

INDICAÇÕES:
  • Melhor Ator - Nick Nolte
  • Melhor Ator Coadjuvante - James Cobun

Por: Luís Adriano e Marcelo Antunes

Um comentário:

Jack Lewis disse...

Ainda não vi nenhum desses!

diHITT - Notícias