terça-feira, 6 de julho de 2010

Oscar 1981 - Gente como a Gente


Dentre seis indicação na 53ª Academy Awards, Gente como a Gente acabou levando quatro delas: Melhor Diretor para Robert Redford, Melhor Ator Coadjuvante para Timothy Hutton, Melhor Roteiro Adaptado para Alvin Sargent e ainda “Melhor Filme” o prêmio mais importante da cerimônia.

Com um roteiro adaptado do livro - de mesmo nome - escrito por Judith Guest, o filme nos apresenta ao drama dos Jarrets; uma família em crise, que aos poucos, começa a se “desintegrar”.

Após a morte de Jordam Jarret em um acidente de barco, seu irmão Conrad (que também estava presente), se sentindo culpado, tenta cometer suicídio. Calvin e Beth, pais dos dois, acabam conseguindo salvá-lo. Alguns meses depois, Conrad, que não consegue dormir, decide procurar pelo Dr. Berger (um psicólogo que acaba ajudando o rapaz a entender o que está acontecendo com ele). A partir daí, quando tudo parecia estar voltando ao normal, o trio descobre que as feridas causadas pela dor da perda ainda não se cicatrizaram.

O drama familiar foi o primeiro filme conduzido por Robert Redford; que logo de cara já se mostrou um excelente diretor. O elenco entrega ao telespectador interpretações inclíveis. Destaque para Timothy Hutton, Judd Hirsh e Mary Tyler Moore, donos das cenas mais marcantes e emocionantes do longa.

Perfil: Timothy Hutton

Timothy Hutton Tarquin nasceu em 16 de Agosto de 1960 e recebeu todo o apoio dos pais quando decidiu que queria ser ator. Sua carreira começou em peças de teatro e filmes televisivos para ABC, NBC, CBS e etc.

Em 1965 fez sua primeira ponta em um longa, nem foi creditado por isso. De 1972 até 1979 só fez trabalhos para Tv: Friendly Fire e To The Best PlaceBe são dois deles. Em 1980 impressionou com sua interpretação em Ordinary People (Gente como a Gente), e acabou ganhando um Oscar de Melhor ator Coadjuvante. É considerado como o ator mais jovem a ganhar um Oscar.

Após ganhar o Oscar, o ator não conseguiu ficar tanto em evidência. Depois de trabalhar sob o comando de Robert Redford fez Taps, que acabou decepcionado bastante. Nessa época também trabalhou ao lado de Jessica Lange e Dennis Quaind em Quando me Apaixono (Everybody's All-American).

Seus filmes mais recentes são Armadilhas do Amor, O Bom Pastor, Janela Secreta, Kinsey - Vamos Falar de Sexo e O Escritor Fantasma. Atualmente, também encabeça o elenco da série Levarage, onde incorpora um ex-investigador de seguros que usa seus conhecimentos para ajudar pessoas comuns.

INDICAÇÕES:
  • Melhor Filme
  • Melhor Diretor - Robert Redford
  • Melhor Atriz - Mary Tyler Moore
  • Melhor Ator Coadjuvante - Timothy Hutton
  • Melhor Ator Coadjuvante - Judd Hirsch
  • Melhor Roteiro Adaptado - Alvin Sargent


2 comentários:

Marcelo A. disse...

Nossa, Thiago, eu sou chegado a um drama familiar e GENTE COMO A GENTE é um dos meus filmes preferidos. Não entendo como muita gente sequer ouviu falar dele. Robert Redford mandando muito bem na direção, além das atuações impressionantes do elenco, especialmente da Mary Tyler Moore e Judd Hirsch. Aliás, uma das cenas que mais gosto é justamente do Hirsch com o Hutton, já no finalzinho do filme; um diálogo forte e cheio de emoção. Me chateia pensar que o Hutton não teve uma carreira à sua altura - ou talvez tenha tido, vá lá saber. Só sei que em Ordinary People, ele dá show. Pra mim, uma das intrepretações mais emocionais de todos os tempos. Mereceu o "careca"!

Bela resenha!

=)

Dave Coelho disse...

Assino embaixo.
Fizeram um filme tocante, sincero e muito gostoso de se assistir.
Só agora lendo o comentário do Marcelo eu me toquei que é realmente um filme pouco comentado, pouco conhecido, até. Estranho, já que ganhou tanta projeção no Oscar e ainda desbancou Scorsese (muso) e Lynch.
Abração, Thiago :D

diHITT - Notícias