quinta-feira, 10 de junho de 2010

Oscar 2006: Crash - No Limite


“Eles acham que somos árabes. Desde quando persa virou árabe?”

"Mãe, não posso atender agora. Estou fazendo sexo com uma garota branca"

"Nós nos vestimos como membros de gangue? Parecemos ameaçadores?"

Esses são apenas alguns dos diálogos que vemos em “Crash – No Limite”, e que de cara nos mostra qual é o tema principal do filme: O Preconceito. Dirigido e roteirizado por Paul Haggis, o filme nos apresenta a um certo grupo de pessoas que acabam se esbarrando uma nas outras, e que com suas atitudes acabam interferindo e causando consequências inesperadas para suas vidas.

A história começa com os investigadores Graham Waters ( Don Cheadle ) e Ria ( JenniferEsposito ) na cena de um homicídio. O local está um pouco agitado e ela acaba batendo o carro. Antes de saber o que realmente aconteceu ali, Grahan conta "sua teoria" sobre o porque das pessoas se colidirem umas com as outras em Los Angeles. Segundo ele o que causa isso é a sensação do toque... Sentimos tanta falta disso que acabamos batendo um nos outros, só para sentir algo. Após essa sequência, voltamos para 36 horas antes e começamos a conhecer cada um dos personagens (interpretados por Sandra Bullock, Brendan Fraser, Matt Dillon, Ryan Phillippe, Thandie Newton e Terrence Howard) e assim, toda a história se desenrola até chegar ao ponto onde começou.

Assistindo ao filme não tem como não se lembrar de Magnólia, pois, ambos, são filmes sobre pessoas vivendo e aprendendo com seus problemas. Assim como o filme de Paul Thomas Anderson, Crash também possui cenas de grande impacto: a mais emocionante e inesperada de todas é quando uma garotinha pula no colo do pai para protege-lo de um tiro.

Além de ser a grande surpresa do ano nas bilheterias americanas, o filme também acabou saindo como o maior prêmio do cinema na noite de entrega do Oscar. O filme de Ang Lee - BrockbackMountain - era o favorito ao prêmio naquele ano, por isso, a vitória de Crash gerou uma grande polêmica e muitos debates.

Crash- No Limite é uma visão única e intensa sobre um dos maiores problemas da nossa sociedade. É o tipo de filme que você pode assistir várias vezes, e mesmo assim, irá observar coisas novas em cada uma delas.

PERFIL: PAUL HAGGIS

Paul Haggis começou sua carreira na TV, onde foi roteirista de The LoveBoat, One Day a Time e The Facts of Life. Também foi um dos criadores de Family Law e Texas Ranger, famosa série policial que trazia Chuck Norris como protagonista.

Nascido em Londes em 10 de Março de 1953, Paul Haggis é, atualmente, um dos melhores roteiristas de Hollywood. Seus filmes mais recentes são uma prova disso, podemos citar como principal exemplo o ganhador do Oscar "Menina de Ouro", que nos apresenta um roteiro fantástico. Esse foi seu primeiro trabalho no cinema, que, aliás, lhe rendeu também sua primeira indicação ao Oscar como roteirista.

Após sua primeira parceria com Clint Eastwood, Haggis optou por ter sua primeira experiência como diretor. Crash estreou, conquistou seu espaço, e conseguiu várias indicações na 78ª Edição do Oscar. Paul não conseguiu o prêmio de Melhor Diretor, mas ele e sua equipe levaram para casa a estatueta de Melhor Filme, Melhor Roteiro e Melhor Montagem.

Em 2006, foi roteirista de A Conquista da Honra e Cartas de Iwo Jima - filmes dirigidos por Clint Eastwood que mostram diferentes pontos de vista sobre a 2ª Guerra Mundial. Outros trabalhos recentes que também podemos citar são: Quantum of Solance, No Vale das Sombras e Exterminador do Futuro - A Salvação.

Atualmente, Haggis mora em Santa Monica e esta envolvido em vários projetos, entre eles estão: Coal River, Rangers Apprentice (adaptação de uma série de livros de fantasia, ao estilo Harry Potter) e The Next Three Day, que está em pré-produção e conta com Elizabeth Banks, Russel Crowe e Olivia Wild no elenco.

CURIOSIDADES:

- Crash foi o último filme ganhador do Oscar de Melhor Filme lançado em VHS e o primeiro em Blu-ray.

- Paul Haggis usou seu carro e sua própria casa nas filmagens.

- O filme gerou uma série de TV com 13 episódios exibida pelo canal Starz.

INDICAÇÕES E PRÊMIOS:
  • Melhor Ator Coadjuvante (Matt Dillon)
  • Melhor Montagem (Hughes Winbone) Melhor Canção Original
  • Melhor Roteiro Original
  • Melhor Diretor
  • Melhor Filme


Um comentário:

Dave Coelho disse...

Ainda lembro bem da impressão que eu tive quando vi 'Crash' pela primeira vez. É um filme de uma intensidade incrível, mas que parece uma música com uma nota só.
Fazem uso de muito exagero nos pequenos casos, pra mostrar a quem assiste, o tema escancarado que o filme traz: as pessoas se atropelando em suas diferenças.
Pra 'o melhor filme do ano' Crash tem alguns problemas, eu acho. Mas atinge com maestria o objetivo de alardear verdades óbvias - que preferimos ignorar.

Tô adorando o ano que vocês escolheram.
Abraços à equipe! :D

diHITT - Notícias